Diplomas Justiça Eleitoral

Um dos tradicionais atos do processo eleitoral é a diplomação do prefeito, vice-prefeito, vereadores eleitos e os suplentes do Legislativo que podem vir a assumir uma cadeira na Casa.

Neste ano, em decorrência da pandemia de coronavírus, não houve cerimônia de entrega do documento. Os candidatos eleitos que entregaram a prestação de contas dentro do prazo (15 de dezembro) e os homens, com menos de 45 anos, que apresentaram o certificado de quitação militar receberam o diploma da Justiça Eleitoral por e-mail.
Para o prefeito eleito André Brito (PDT), o documento tem um significado especial. “É emocionante, é um momento histórico na vida da gente, mas encaro com muita responsabilidade carregada de esperança, tanto minha na execução, quanto das pessoas que confiaram em nós. Esse diploma não traduz 9.903 votos, traduz a responsabilidade da cidade como um todo”, afirma.
Dos 71 candidatos ao Legislativo, nove foram eleitos e 42 estão na suplência. Todos os eleitos para a legislatura 2021/2024 receberam o diploma da Justiça Eleitoral.
O atual presidente do Legislativo, Leandro Mariante (PT), eleito para o quarto mandato, diz que o ato foi abafado pela pandemia. “Um momento ímpar em nossa caminhada política, a reeleição é a confirmação da confiança da comunidade para com o trabalho de seu parlamentar. Sem dúvida é um momento diferente, a diplomação é um ato simbólico característico da democracia, agora, ofuscado pela pandemia”.
Parte dos suplentes já apresentou a documentação exigida e também obteve o documento. É o caso do segundo suplente do PDT, Cláudio Ehlers Bastos, que concorreu pela primeira vez e se sente agradecido pelos votos recebidos. “Pude ajudar o meu prefeito, que se elegeu. Acredito que temos que participar, não só ganhar, e me coloco à disposição, novamente, do partido e da minha cidade. Fiz o que pude fazer e sou muito grato pelos votos que recebi dos amigos e amigas. É um momento muito especial de orgulho porque disputar um pleito, onde concorrem grandes pessoas, vereadores que estão no cargo, consegui fazer mais votos do que eles. É o reconhecimento do trabalho na comunidade e, quem sabe neste quatro anos, surja uma oportunidade com mudanças nas secretarias e possa representar essas 314 pessoas que me honraram com o voto”, destaca.
No dia 1º de janeiro ocorre a cerimônia de posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores eleitos.


Copyright © 2016. Câmara de Vereadores de Taquari. Todos direitos reservados.
Desenvolvido por EWORK SISTEMAS